A vida simples do campo !!!

A vida simples do campo !!!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Sensações ...

feliz 2012 Tchau, estou saindo de férias
Queridos colegas 
Hoje estou saindo para gozar merecidas férias, e para despedir de vocês resolvi escrever estas linhas. É bom pra gente ter um período de descanso depois de um ano inteirinho de trabalho. Mas a verdade é que a convivência com vocês é tão legal que já começo a sentir saudades. 
Todos os amigos aqui   são muito queridos por mim, e a falta do convívio diário vai me deixar um pouco triste. Mas não há de ser nada, um mês passa logo e estarei de volta para o nosso dia-a-dia juntos. 
Desejo bom trabalho a vocês enquanto eu estiver descansando. Estejam certos que todos os dias de minhas férias estarei pensando nos colegas daqui. Tchau meus queridos até a volta se Deus quiser. 

Erica                                                       Sensações, como são difíceis de serem expressas...
Tem coisas que chegam no momento certo em nossas vidas, esse texto foi uma dessas coisas. Espero que seja útil para você também! (Beijo no coração).
Você vive com aquela sensação de que está sempre disponível quando precisam de você, sempre dá atenção, oferece sua ajuda, é bacana, mas... quando é você quem precisa de algo, dificilmente encontra reciprocidade? 
E nos relacionamentos, então? Parece que é sempre você quem tem de ir atrás, procurar, agradar, tentar marcar algo? E fica a impressão de que se você não fizer nada, não ligar, nada vai acontecer?
Em primeiro lugar, é bom esclarecer que não existe um aparelho para medir quem faz mais numa relação. Aliás, a intenção nem deve ser esta, já que não se trata de competição e, sim, de entrega, cumplicidade, vontade! Depois, vale lembrar também que o objetivo não é igualar comportamentos ou maneiras de se envolver. Cada um tem seu jeito e se doa de um modo particular. São essas diferenças que, em geral, muito enriquecem a relação.
Em última instância, não se trata de exigir garantia de retorno ou, como se diz no popular, "só fazer por interesse". No entanto, a questão é: se você vive fazendo, doando e se oferecendo para sustentar a relação, vai chegar uma hora em que essa dinâmica vai pesar. E você vai se sentir cansado, exausto, com a sensação de que está carregando sozinho o que deveria ser carregado a dois. É evidente que há um desequilíbrio aí!
Bom, este deve ser considerado um momento fantástico: aquele em que você se sente incomodado, frustrado e decide que não quer mais! Que assim não dá! É hora de mudar, fazer diferente! E preciso explicar sobre fazer diferente porque, por incrível que pareça, tem gente que deseja obter novos resultados e, ainda assim, continua tendo as mesmas atitudes de antes. Ou seja, ela mesma não muda, mas quer que os acontecimentos mudem!
Isso significa que de nada vai adiantar você ficar cobrando uma postura diferente das pessoas com quem se relaciona, seja no trabalho, com os amigos ou com a pessoa amada. Se você não está satisfeito com os resultados que vem obtendo com essas pessoas, mude você. Seja diferente você!
Até porque, no final das contas, mudar a si mesmo é a única mudança possível. Ninguém muda o outro!
Um ótimo começo é ganhar consciência de seus atos, de suas escolhas e do modo como você se comporta em suas relações. Muito provavelmente, se o outro não se mexe, é porque você se mexe antes, se mexe muito, se mexe rápido demais. Se o outro está acomodado, só no "venha a nós", certamente você está se precipitando e o deixando mal acostumado.
O exercício é o seguinte: a partir de agora, você vai observar seu próprio comportamento e não vai oferecer, fazer ou ajudar ninguém sem que seja solicitado(a). Nada de tentar ser o(a) queridinho(a), o(a) indispensável, o(a) faz-tudo. Fique quietinho(a) e espere ser chamado(a). E, ainda assim, preste atenção! Quando alguém te pedir algo, antes de dizer rapidamente que "sim, claro", questione-se: você quer realmente fazer isso? Pode fazer? Tem tempo? Se houver qualquer dificuldade ou falta de vontade de sua parte, respeite-se... e diga que sente muito, mas que desta vez não vai poder ajudar.
A ideia é aprender a valorizar a si mesmo(a), aprender a respeitar suas vontades e, antes, aprender a reconhecê-las. É ganhar consciência de si e de seu lugar no mundo e nas relações. É perceber o quanto você é bacana e merece ser bem tratado(a), assim como muito bem trata quem você ama.

E lembre-se: quando sua ajuda é fácil demais, simples demais, sempre disponível, a tendência é que pareça ao outro, mesmo não sendo proposital, exatamente assim: fácil, simples e aos montes. Mais ou menos como a lei da oferta e da procura: se tem muito, é barato e, em alguns casos, até desvalorizado; se tem pouco, é caro, é valioso. Eu partiria do princípio de que você, meu caro, tem valor! E você?
 minhas portas sempre exstaram abertas para quem quiser entrar
 sensação de preparar o banho 
  o carinho de se fazer qualquer coisa 
 chocolate quente dias frios 
  o amanhecer em minha janela
  a lida de todos os dias  de plantar e colher o que e´seu !
 as galinhas correndo no quintal
 os bichinhos curiosos fazendo posse pra foto

  a cama arrumada pra dormir
 os fogos de fim de ano
  o sitio da casa do mato visto de longe 

  a cortina nova
 o bolo  de mandioca que acabou de sair do forno
 o pão crescendo 
  preparando mimos 
  o pão já feito  o cheiro hummmmmmmm
  cortado  saindo fumaça
  o cafe  servido com carinho pra você e pra o seus  com mimos feito pelas amigas 
 minha minas que amo tanto 
  o sonho  o brinde de todos os anos 
coisas que amo  sensações que não tem explicação
video
um vídeo dos bichinhos aqui de casa  apenas sentimos to saindo de ferias volto em fevereiro beijo a todos 

11 comentários:

  1. Parabéns! Sensações que são dádivas de Deus! Aproveite bem as férias e volte revigorada p/poder nos brindar com mais textos como este, no qual estavas muito inspirada! 2012 iluminado! Ótima semana! Bjo!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Érica, cada post seu é uma obra de arte.
    Faz com que o seu mundo pareça mágico, onde tudo é lindo e perfeito.
    Obrigada por compartilhar.
    Desejo-te umas férias maravilhosas, fabulosas, inesquecíveis.

    Vou sentir a tua falta, princesa.

    Beijo, beijo, beijo...
    Nina

    ResponderExcluir
  3. olá
    estou encatada com teu blog -
    uma paz de espirito
    amo tudo que se refere à Minas - morei por 8 anos - e serão inesqueciveis
    Boas férias pra ti , descanse, desfrute o dolce far niente
    bjs
    lu

    ResponderExcluir
  4. OLÁ ERICA MINHA QUERIDA!!!
    QUE ESTE ANO POSSA SER UM ANO DE MUITAS VITÓRIAS PARA VOCÊ AMADA!!!QUE EM TUDO DEUS A ABENÇOE!!!
    TEMOS VALOR !!! E PRECISAMOS APRENDER A NOS VALORIZAR E SE FAZER VALORIZADA AMIGA QUERIDA BOAS FÉRIAS QUE SEJA AS MELHORES DE SUA VIDA!!!
    UM GRANDE ABRAÇO DIANA

    ResponderExcluir
  5. Ôi! Tô aqui p/te desejar um ótimo início de semana e também te convido p/ver o post de hoje,09/01, é muito importante, pois estou participando de uma campanha e te convido a participar se quiseres! Bjão!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Muito agradável estar por aqui, cheguei nas suas férias, então aproveite bem e volte lá no ETERNO assim que retomar suas postagens, será uma alegria recebê-la novamente!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ola ,
    passando vi a porta aberta ... entrei...e gostei do que vi!!Feliz ano novo.beijocas.

    ResponderExcluir
  8. Siempre un placer ... entrar a tu mundo
    las vacaciones ? bien bien¡¡ seguro que si
    bss

    ResponderExcluir
  9. Ô pãozinho que deve estar gostoso!Excelente fim de domingo e ótimo início de semana! Bjo! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Erica, amo MG tb, traduz a roça no seu mais puro encanto. []s

    ResponderExcluir

"Por favor, para entrar aqui agora
é preciso pés descalços e
nenhuma armadura.(...)Não existe tristeza em mais
nenhum canto desta casa,fique a vontade!

folhas


ventos tragam coisas boas e levem as ruins

fundos



....



estrelinha