A vida simples do campo !!!

A vida simples do campo !!!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Agora voce pode fazer siga a receita


Geleias  como fazer



Desde tempos remotos, a conservação dos alimentos sempre foi uma preocupação da humanidade. A técnica utilizada para fazer geleia é um capítulo importante dessa história, pois foi criada para preservar diferentes tipos de fruta. Em geral, as geleias duram até duas semanas se forem armazenadas em vidros hermeticamente fechados na geladeira.


• É possível fazer geleia com pedaços de frutas ou com a polpa batida e passada por uma peneira, para ficar mais transparente.

• Existe geleia de uma infinidade de frutas, mas algumas são melhores por conter maior quantidade de pectina – substância natural que dá consistência à preparação –, como maçã, laranja, limão e uva você encontra receitas com essas frutas e também com manga, jabuticaba, pêssego e abacaxi).

• Muitas geleias importadas trazem no rótulo a denominação marmalade – termo criado no século 17, no reinado de Carlos II, na Inglaterra. Conta a história que sua esposa, a rainha portuguesa Catarina Henriqueta de Bragança, por sentir-se solitária, costumava convidar as amigas para tomar chá à tarde, hábito que teria originado o famoso chá das cinco. Nessas ocasiões, ela servia um tipo de geleia de marmelo. Hoje, as marmalades são feitas de frutas cítricas, com a casca.










GELEIA DE PÊSSEGO

Ingredientes

1,3 kg de pêssegos maduros, mas de boa qualidade

700 g de açúcar

Suco de 1 limão ou raspas da casca de 1 limão




Modo de Preparo

Descasque e tire o caroço da fruta, sendo que ao final devem restar mais ou menos 1 kg da fruta limpa. Corte em pequenos pedaços. Coloque em uma panela o pêssego com o açúcar e o limão e cozinhe em fogo moderado, mexendo sempre por aproximadamente 40 minutos, até que a geleia adquira a consistência desejada. Atenção, pois a geleia depois de fria sempre é bem mais consistente, por isso, é necessário tira-la do fogo quando ainda está bem molinha. Você não chegará a ver o fundo da panela. Armazene ainda quente, em vidros esterilizados. Feche bem os frascos e deixe de ponta cabeça até esfriar. Desta maneira, a geleia caseira pode ser conservada fora da geladeira por até 4 meses. Uma vez aberto o frasco, ele deve ir para a geladeira e consumido o mais rápido possível. Serve de acompanhamento para biscoitos ou pão, ou ainda, é uma ótima opção para rechear croissants, bolos e tortas.







GELEIA DE ABACAXI

Ingredientes

1 abacaxi de 1 kg

1 1/2 xícara (270 g) de açúcar

1/4 de xícara de suco de limão

1 colher (sopa) de hortelã picada




Modo de Preparo

Descasque o abacaxi e bata a polpa no liquidificador (deve

render 3 xícaras de suco). Numa panela, leve ao fogo médio o suco até ferver. Adicione o açúcar e o suco de limão e cozinhe, mexendo sempre, até o açúcar dissolver. Aumente o fogo e cozinhe, mexendo às vezes, por 20 minutos ou até atingir o ponto de geleia (coloque uma pequena porção num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto). Junte a hortelã. Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.










GELEIA DE MORANGO

Ingredientes

750 g de morango lavado,

sem o cabinho

2 colheres (sopa) de suco de limão

750 g de açúcar




Modo de Preparo

Corte os morangos ao meio e coloque-os em uma panela. Junte o suco de limão e o açúcar. Misture e leve ao fogo baixo, mexendo às vezes, ou até o morango soltar líquido. Aumente o fogo e, quando começar a ferver, deixe cozinhar, mexendo às vezes, por mais 15 minutos. Durante o cozimento, retire a espuma que se formar na superfície com uma escumadeira. Verifique o ponto mergulhando uma espátula na geleia, que deverá estar consistente, demorando a escorrer. Retire do fogo, transfira para uma tigela e deixe esfriar. Rende 3 xícaras. Na geladeira, dura até duas semanas.







GELEIA DE MAÇÃ

Ingredientes

1,5 kg de maçã vermelha, não muito madura

3 xícaras de água

3 xícaras (540 g) de açúcar

2 colheres (sopa) de suco de limão




Modo de Preparo

Retire as duas extremidades das maçãs, sem descascar e sem tirar as sementes. Corte as maçãs em pedaços pequenos e coloque numa panela com a água. Tampe e deixe ferver em fogo alto. Abaixe o fogo e cozinhe por 20 minutos ou até que as maçãs fiquem bem macias. Passe essa mistura por um pano fino, para coar o líquido (desprezando a polpa da maçã). Numa panela, adicione o líquido coado, o açúcar e o suco de limão. Leve ao fogo até atingir o ponto de geleia.

Retire a espuma, deixe amornar e transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.







GELEIA DE GOIABA

Ingredientes

1 xícara de polpa de goiaba vermelha

1/2 xícara (100 g) de açúcar cristal




Modo de Preparo

Passe a polpa com as sementes de goiaba pela peneira. Coloque o suco extraído numa panela média, junto com o açúcar. Leve ao fogo baixo e cozinhe, mexendo de vez em quando, por cerca de 30 minutos, até engrossar (Coloque uma pequena porção num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto). Deixe amornar,

transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.







GELEIA DE JABUTICABA

Ingredientes

2 xícaras de suco de jabuticaba

2 xícaras de açúcar




Modo de Preparo

Numa panela, misture o suco de jabuticaba com o açúcar. Leve ao fogo e cozinhe mexendo até começar a engrossar (Coloque uma pequena porção num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto. Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.







GELEIA DE UVA PRETA

Ingredientes

1 kg de uva preta

4 xícaras de água

5 xícaras de açúcar




Modo de Preparo

Numa panela, coloque as uvas e cubra com a água. Leve ao fogo, tampe a panela e deixe cozinhando até levantar fervura. Passe por uma peneira, espremendo bem as uvas para extrair o suco (deve render aproximadamente 6 1/2 xícaras). Volte o suco para a panela, acrescente o açúcar e mexa bem. Leve ao fogo brando, mexendo de vez em quando, somente até dissolver o açúcar. Retire o excesso de espuma que se forma na superfície. Continue cozinhando até obter o ponto da geleia (Coloque algumas gotas num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto. Esse processo leva mais ou menos uma hora e 15 minutos). Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.






segunda-feira, 6 de agosto de 2012

PAPO DE AVÓ PARA A NETA


Maria Sanz Martins

Quando eu for bem velhinha, espero receber a graça de, num dia de domingo, me sentar na poltrona da biblioteca e, bebendo um cálice de vinho do Porto, dizer a minha neta:

- Querida, venha cá. Feche a porta com cuidado e sente-se aqui ao meu lado. Tenho umas coisas pra te contar. E assim, dizer apontando o indicador para o alto:- O nome disso não é conselho, isso se chama colaboração! Eu vivi, ensinei, aprendi, caí, levantei e cheguei a algumas conclusões. E agora, do alto dos meus 82 anos, com os ossos frágeis a pele mole e os cabelos brancos, minha alma é o que me resta saudável e forte.

Por isso, vou colocar mais ou menos assim: É preciso coragem para ser feliz. Seja valente. Siga sempre seu coração. Para onde ele for, seu sangue, suas veias e seus olhos também irão. E satisfaça seus desejos. Esse é seu direito e obrigação. Entenda que o tempo é um paciente professor que irá te fazer crescer, mas escolha entre ser uma grande menina ou uma menina grande, vai depender só de você. Tenha poucos e bons amigos. Tenha filhos. Tenha um jardim. Aproveite sua casa, mas vá a Fernando de Noronha, a Barcelona e a Austrália. Cuide bem dos seus dentes. Experimente, mude, corte os cabelos. Ame. Ame pra valer, mesmo que ele seja o carteiro.

Não corra o risco de envelhecer dizendo "ah, se eu tivesse feito..." Tenha uma vida rica de vida. Vai que o carteiro ganha na loteria - tudo é possível, e o futuro é imprevisível. Viva romances de cinema, contos de fada e casos de novela. Faça sexo, mas não sinta vergonha de preferir fazer amor. E tome conta sempre da sua reputação, ela é um bem inestimável porque sim, as pessoas comentam, reparam, e se você der chance elas inventam também detalhes desnecessários.

Se for se casar, faça por amor. Não faça por segurança, carinho ou status. A sabedoria convencional recomenda que você se case com alguém parecido com você, mas isso pode ser um saco! Prefira a recomendação da natureza, que com a justificativa de aperfeiçoar os genes na reprodução, sugere que você procure alguém diferente de você. Mas para ter sucesso nessa questão, acredite no olfato e desconfie da visão. É o seu nariz quem diz a verdade quando o assunto é paixão.
]
Faça do fogão, do pente, da caneta, do papel e do armário, seus instrumentos de criação. Leia. Pinte, desenhe, escreva. E por favor, dance, dance, dance até o fim, se não por você, o faça por mim. Compreenda seus pais. Eles te amam para além da sua imaginação, sempre fizeram o melhor que puderam, e sempre farão.Cultive os amigos. Eles são a natureza ao nosso favor e uma das formas mais raras de amor. Não cultive as mágoas - porque se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que um único pontinho preto num oceano branco deixa tudo cinza.(Perdoe sempre) Era só isso minha querida. Agora é a sua vez.

Por favor, encha mais uma vez minha taça e me conte!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Nosso dia

Estou passando uma temporada em minas no sitio da minha irma  época de colher e replantar.Pedaços de fruta e legume são reaproveitados  para as galinhas. As galinhas mais jovens devem começar a botar em breve!    
 



a colheita e pouca mas  nada pode ser desperdiçado.


a simplicidade e a delicia de colher seu propio alimento

Tudo bem picados,  em uma tigela grande. Sinta-se livre   para fazer um refogado ou um vinagrete
temperos secos


 conservas são feitas

O prazer acabou excelente e muito saboroso!  Na semana passada, eu estive  ocupada na cozinha, fazendo  conservas, a nossa fruta fresca!


Um pão caseiro rápida é facilmente feito para a ocasião, para que possamos provar a nossa geléia de   / morango fresco. Isso vai muito bem com chá da tarde.
 a plantação de morango.


uvas


tomates

Tivemos dias bons   uma colheita de verduras - brócolis, verduras diversas alfaces, couve mostarda, nabo e, e, claro, couve


Dividimos e plantamos  os morangos há algumas semanas, e até agora temos vindo a colher um bom punhado diariamente. Eu congelo as bagas para agora, para que possamos ter conservas de morango o ano inteiro

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Você que não mora em chaçara ou sitio e tem que fazer feira!





Com a correria do dia a dia, muitas vezes acabamos comprando frutas, verduras, legumes e pescados em super mercados e hortifrútis - e muitas vezes esses lugares não são os locais mais baratos. As feiras livres ainda são imbatíveis no quesito preço, e assim como nos super mercados, há alguns truques e dicas para você economizar ainda mais. Veja só:

Aproveite para comprar na xepa
O melhor horário para comprar com economia é chegar na feira quase na hora de acabar. Essa hora, conhecida como xepa, é quando os feirantes fazem de tudo para vender seus produtos, e aí, o consumidor é quem ganha. Só fique atento à qualidade dos produtos frescos: pesquise bastante até encontrar frutas, verduras e legumes bonitos e baratos.

Leve o dinheiro trocado para a feira
Para facilitar na hora da barganha com os feirantes, leve sempre dinheiro trocado em notas de 2, 5 e 10 - nunca de 50 e 100. Assim, se você for chorar por algum desconto, é mais fácil conseguir um bom preço já tendo a quantia certa em mãos.

Escolha sempre produtos de época
Antes de chegar na feira e ver o que está mais barato, já vá com uma listinha na mão, contendo as principais frutas, verduras, legumes e pescados da estacão, que são sempre mais baratos e mais frescos. Compre o que você vai utilizar na semana Evite comprar mais comida do que sua família consegue consumir durante a semana, pois você pode correr o risco de não conseguir usar tudo o que comprou antes de estragar. Algumas frutas, legumes e pescados podem ser congelados para serem utilizados depois, aí não tem problema!

Dê preferência para os produtos a granel
Muitas vezes os feirantes embalam legumes e frutas em bandejinhas, "escondendo" os mais feios embaixo e deixando os bonitinhos por cima - e aí é você que leva o prejuízo! Sempre escolha com cuidado o que você vai levar, verificando se o produto está em boas condições de consumo.

Peixe fresco é mais barato que congelado
Parece mentira, mas é a realidade: nos super mercados, às vezes o peixe congelado parece mais barato pelo preço da embalagem, mas na hora que você descongela, o pescado acaba rendendo menos - pois você paga o peso total do pescado já congelado, contendo camadas de água e gelo, que fazem diferença na balança. Isso não acontece com o pescado fresco comprado na feira.
E aí, gostou das nossas dicas? Conte pra gente o quanto você conseguiu economizar na feira! 
Horta em casa:  plante em vasinhos






Pra quem adora cozinhar, como eu, não há nada melhor do que ingredientes fresquinhos sempre à mão, não é mesmo? Para isso a melhor solução é ter uma horta em casa ou no apartamento, veja só:

Ao contrário do que muitos pensam, fazer uma horta não dá a maior trabalheira e não ocupa muito espaço... Tudo bobagem!

Para ter uma horta em casa você não precisa ter um espaço grande, elas podem ser cultivadas em vasos ou canteiros. Ter pouco espaço nesse caso é até uma vantagem, fica mais fácil e prático. Aliás, algumas hortaliças se adaptam muito bem em floreiras, por exemplo, e não dão trabalho nenhum.

Aqui vão algumas dicas pra você começar:

Se você for plantar em sacadas ou varandas, os alimentos mais indicados são: Agrião, alface, almeirão, beterraba, capim-limão, cebolinha, cenoura, coentro, endro, estragão, hortelã, manjericão, manjerona, orégano, rabanete, rúcula, salsinha e tomilho.

Agora, se você tem um espaço um pouco maior, como um quintal, além de todos os que já falamos você também pode plantar: abobrinha, alecrim, berinjela, boldo, brócolis, chicória, couve, couve-flor, ervilha torta, espinafre, melissa, milho, pimenta, quiabo, repolho, salsão, tomate e vagem.

Compre as mudinhas em casas de plantas (elas custam a partir de R$ 0,05 cada) e aproveite para comprar os vasos e a terra já adubada. Não encha cada vaso com muitas mudas, pois elas irão crescer e precisarão de espaço. Aí é só regar uma vez por dia, sem exageros para não encharcar.

Você vai colher o que plantou em poucas semanas e ainda vai descobrir que, além de ser uma delícia cultivar suas próprias hortaliças, elas são mais saborosas porque são orgânicas.

Quer apostar que você nunca mais vai deixar de ter a sua?

Beijo, e eu volto na semana que vem!
 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Oi gente  estou convidando a todas as amigas para conhecer o  novo blog este é da minha filhota  com varias novidades   http://brechovaidades.blogspot.com.br/

sábado, 21 de abril de 2012

Saudades


Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

Clarice Lispector     este texto não é meu mas e´meu puro sentimento
... a simplicidade da cozinha caipira na volta pra casa 
 
  a talha e   sua aguá sempre fresquinha
 os trens da cozinha e a velha cadeira se falasse nossa quanto nos prosearia - mos
 a cocha simples

Gente fui a minas esta semana e como e bom retornar as nossas origens e lembrar de quem realmente somos, Por muito tempo, eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade.Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver, um trabalho não terminado, uma conta a ser paga. aí sim, a vida de verdade começaria.
Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade.
Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade.
A felicidade é o caminho! Assim, aproveite todos os momentos que você tem.
E aproveite-os mais se você tem alguém especial para compartilhar, especial o suficiente para passar seu tempo; e lembre-se que o tempo não espera ninguém.
Portanto, pare de esperar até que você termine a faculdade; até que você volte para a faculdade; até que você perca 5 kg; até que você ganhe 5 kg; até que seus filhos tenham saído de casa; até que você se case; até que você se divorcie; até sexta à noite até segunda de manhã; até que você tenha comprado um carro ou uma casa nova; até que seu carro ou sua casa tenham sido pagos; até o próximo verão, outono, inverno; até que você esteja aposentado; até que a sua música toque; até que você tenha terminado seu drink; até que você esteja sóbrio de novo; até que você morra; e decida que não há hora melhor para ser feliz do que agora mesmo...
Lembre-se: felicidade é uma viagem, não um destino." depois que meu pai faleceu minha vida perdeu um pouco suas cores sabe. as cores do arco iris que um dia eu falei Minha vida é feita de arco-íris de trinta e duas cores, branco e preto., não se esqueça do cinza, do café e da doçura nas palavras. Palavras ásperas não combinam comigo abraços 

quarta-feira, 21 de março de 2012

Saudades



Quando a saudade nao cabe mais no peito transborda pelos olhos









Eu não mudo as minhas moradas, só porque uma têm um nome menos sonante, sabes? Eu não aprendi essa moda de renegar os caminhos que percorri. Talvez seja antiquada, mas penso sempre, que todos eles de forma distinta me moldaram o corpo nos embates. Que de uma forma ou de outra tatuaram todos mais umas ruas no mapa que os meus pés engolem. Não é um capricho comparável às colecções de latas de refrigerante ou pacotes de açúcar, sabes? É mais, é como se de um código genético se tratasse. Sem nada ter de genético ou de códigos postais. São escolhas que fiz, sentenças que executei. Envolvem triagens, saltos, esfoles nos joelhos e nos cotovelos. Das roupas leves aos cachecóis. Também não sou daquelas que tapa uma fresta da alma e deixa a outra à vista. Talvez já tenha sido numa outra altura, mas agora já não. Não preciso de fazer triagens do que vou mostrar de mim aqui ou do outro lado da rua. As pessoas têm mais medo de almas abertas do que de corações disponíveis. E suscita-lhes mais interesse como a um bando de corvos corações em ferida do que corações que dissertam. Então, eu já não tenho medo de me mostrar. Já ninguém escuta mesmo os corações e as almas escancaradas ainda que só se veja o hall assustam demasiado. Patrícia Ruivo


sábado, 17 de março de 2012

Novas fronteiras



Conheci este blog e amei quem estiver enterressado e seguir uma delicia  Créditos e direitos  http://www.euemeuchapeu.com.br/categoria/viagem/#.T2TxlcVmJVU por isso postei esta pequena postagem diante da flor que e esta pessoa

O dono do chapéu
  parabéns 
Meu Chapéu vai a Campos do Jordão
Eu e Meu Chapéu, mais a família, escapamos da Paulicéia este fim de semana, e baixamos em Campos do Jordão. E não poderíamos ter feito aterrisagem mais suave. Subimos a serra em direção ao refúgio do casal Mara Pavlovsky e Rogério Borges, cujo filho, Christian, namora Nara, nossa filhota caçula. Tudo em casa. Boa conversa, boa mesa, e uma casa deliciosa. Fim de semana nota 10.
Além de grande contador de histórias, Rogério é Phd em peixe na grelha.
O casal Mara e Rogério recebe como ninguém, e não economiza em simpatia e alto astral
Meu Chapéu se adaptou imediatamente à vista da nossa suíte.
Cada cantinho da casa dos Borges tem um carinho, um detalhe especial.
Um pequeno paraíso cercado de natureza por todos os lados.

segunda-feira, 12 de março de 2012

A vida sendo olhada da janela


VOU-TE CONTAR: 10. Da jardinagem como ramo da poesia

Mal saí da curva fiz pisca à direita e apontei a frente do carro ao portão. Depois saí para o abrir. Uma cama de folhas opôs suave resistência ao empurrão com que costumo abrir as duas portas gradeadas de ferro do portão.
É um perfeito fim de tarde do princípio do mês de e Agosto e a luz espelha-se em dourados, o jardim está lindo, desmente que aquela casa está desabitada há mais de um ano! Abençoada a ideia, a decisão de mantermos o Sr. Alfredo, jardineiro da casa desde a sua construção, a ir lá duas vezes por semana, cuidar do quintal.
Não foi um contrato muito alegre, aquele que se estabeleceu para manter funções numa casa onde não habita ninguém, onde deixa de haver com quem troque uma laracha a meio da manhã, onde deixou de haver uma sandes e cerveja a meio da tarde. Mas o Sr. Alfredo gostou da ideia, ficou contente por manter a ligação à casa e a nós, perguntou se podia cultivar uma pequena horta pessoal na parte de trás do quintal, reocupar o galinheiro, há muito abandonado e castanho de ferrugem, com uma ou duas aves poedeiras.
“Achas que sim?”, perguntou a minha irmã Susana quando me ligou a expor a ideia, "não achas a ideia demasiado louca?"
“Sim, que dizer: não! Claro, claro que sim.”
O meu pai havia de gostar, pensar aquele quintal abandonado seria para ele tremendo desgosto. Todos os dias da sua vida, mais religiosamente ainda na parte final, ele dava uma volta completa ao quintal, sabia de cor quantos gomos tinham nascido nessa semana em cada uma das árvores de fruto, quantos pêssegos tinha cada um dos três pessegueiros-anões.
“Só este tem 73, este ano estão carregadinhos”, dizia com prazer.
Das árvores de fruto, o enorme limoeiro era o seu maior sucesso. Já por ali estava quando a casa foi construída, fazia parte da pequena quinta que era o quintal da casa dos meus avós, calhou-nos em herança junto com uma nespereira e um marmeleiro que entretanto secaram, mas, de repente, deixou de dar limões. Crescia e reverdecia em pujança, mas estéril. Desgostoso, o meu pai, num excesso terapêutico que nem quadrava com a sua habitual sensatez clínica, aplicou-lhe em simultâneo os dois remédios usados na sua aldeia natal em circunstâncias análogas: espetou-lhe um grande prego ferrugento no tronco e encheu a base da árvore de pancada, como quem dá uma coça num filho desobediente, a ver se aprende.

Com um grau de miraculosidade gémeo da oração a Santo António para encontrar objectos perdidos, o limoeiro desfez-se em limões e nunca mais cessou de o fazer: há limões todo o ano, uma curta excepção para o tempo em que em vez de frutos ele anuncia a chegada das suas lanternas amarelas produzindo flores de perfume meridional.
Extasiado com a visão do jardim, estacionei o carro no fim da rampa, tirei as malas para fora e fui dar uma volta antes que anoitecesse de vez.
Venho, sozinho, passar duas semanas de férias nesta casa, antes que ela se estrague em demasia por estar fechada, por se sentir só.
O Sr. Alfredo deve ter estado por aqui hoje ou ontem, nota-se na terra regada e no ruborizado consolado dos tomateiros. créditos 
http://www.semcompromisso.com/2010_06_01_archive.html   
Árvores, janelas e vinhos

Na falta de conexão para me inspirar... fotos!



O céu de Garibaldi, praticamente sem poluição, é muito mais azul do que o céu de Porto Alegre. Mesmo com uma câmera precária como a minha, basta enquadrar uma das tantas árvores floridas que encontro caminhando pelas ruas e o resultado é esse.


Essa é a janela da sala de estar que dá para o quintal. As bergamotasainda não aparecem.



A vista de uma das janelas do meu quarto. Bem ao fundo apareceuma das casas da família Peterlongo.




Da mesma janela, uma manhã de nevoeiro. Não, não é foto do inverno passado, apenas do mês passado. Coisas de Serra Gaúcha.



Fim de tarde quente com um dos meus vinhos brancos favoritos, oPizzato Chardonnay. Essa garrafa é da safra 2006, ainda deliciosa. Figos do nosso quintal, devidamente provados pelos passarinhos.



Perdida entre tantas, achei essa foto, tirada em outubro em Porto Alegre. Também de um vinho branco delicioso, provado uma única vez, mas suficiente para deixar um gosto de quero-mais. Colomé Torrontés, um daqueles vinhos que dá um dó sem tamanho quando a garrafa termina.

http://esoumdiario.blogspot.com/ créditos

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

friozinho bom gente

Olá pessoal, tudo bem???
Primeiramente gostaria de agradecer à todos as mensagens de muito carinho que recebi, mensagens de pessoas que nem conheço pessoalmente mas estão sempre por aqui sempre com mensagens lindas, mensagens de pessoas que conheço mas que estão longe e faz muito tempo que não as vejo mas que guardo no meu coração, mensagens de pessoas que estão por perto no meu dia a dia e que estão sempre por aqui também.
Fiquei muito feliz com tantas mensagens tão lindas desejando tantas coisas boas, é sempre bom saber que tem tantas pessoas querendo o nosso bem e pessoas muito amigas mesmo não estando próximas e que já fazem parte da minha vida, fiquei até emocionada com tantas mensagens de carinho ....Muito obrigada mesmo!!! aos poucos estou retomando a vida''Um dia frio, um bom lugar pra ler um LIVRO..''Queridos amigos e amigas! podem entrar e sentar aqui bem pertinho de mim,e ser aquecido com a conversa e com o calor do fogão à lenha, gosto de estar com vocês, e sei que gostam de estar comigo, então coloquei água na chaleira, para fazer um bom café, e para quem não gosta do café, um bom chá de capim cidreira. Estamos todos os dias juntos, superando nossas fraquezas e nossos desânimos, na pura ansiedade de ser uma pessoa melhor. Sei que as vezes cobro muito, mas sei que no fundo do coração todos querem crescer e serem melhores, quando falo que cobro significa que menciono quase sempre a mesma coisa, e sei que as vezes para vocês pode ser repetitivo! mas quero que saibam amigos que o que desejo para mim desejo para vocês também, não estamos só no universo, formamos uma comunidade, uma irmandade de pessoas que buscam o mesmo caminho, que desejam, que aspiram ser a beleza da vida e que fazem parte desta criação maravilhosa! somos criaturas desejosas de tocar o outro com o coração, de dizer palavras doces, de mostrar a nossa face verdadeira, que é de união. Fomos criados unidos, para sermos uma família sagrada, que não se separam por qualquer coisa, mas que se amam por todas as coisas. O céu hoje está em festa, estamos juntinhos aqui pertinho do fogão e com o coração aquecido de emoção, comungando o nosso final de semana juntos como irmãos. A vida é dificuldade, as pessoas mais complicadas ainda! o egoismo a ganancia a inveja o ódio tudo isto vamos jogar neste fogo, vamos queimar, vamos limpar nosso ser com a luz do SANTO ESPÍRITO, e sermos outras pessoas a viver no paraíso que existe no coração de cada um de nós. Este céu que habita em você e que você encobre com todas essas lamas do mundo, e não permite que você seja melhor. Deixamos nos levar pela escuridão, acostumamos a viver no escuro, poxa! acenda tua luz! brilhe, deixe que teus amigos percebam a luz que mora em ti, você as tem, nasceu de um Criador que é a própria luz, e como filhos da luz, brilhem! e muito. Estamos chegando no final de semana, todos procuram uma máscara para se esconder, uns nos bares, outros com mulheres….. cada um busca um esconderijo para não se ver de verdade, olhe-se! se veja, tire de você o que é ruim, viva uma vida linda, ou nasça para uma vida nova cheia de luz, e claro com CRISTO em você!. Você acha que estou em pleno devaneio religioso? engana-se! tenha certeza de uma coisa só! esta vida não é verdadeira!, uma hora você sai daqui! e acha que vai encontrar o que? se não conhece o CAMINHO! Convido você agora neste exato momento á tomar seu café ou seu chá comigo, porque já está pronto! o sabor muito bom e o cheiro de cidreira mais ainda, e tenho certeza que agora teu corpo e teu coração estão aquecidos para uma boa noite de sono e um bom final de semana depois com este



Frio, cobertor, chocolate quente (hum), preguiça, pijama, pantufa, casa... LIVRO! Uma combinação perfeita né?e tenho certeza que vai ser incrível!!

Eu não sabia que a câmera também gravava  o som. 


''O filme é um relato sobre a importância de assumir a responsabilidade pelo próprio contentamento e parar de viver conforme os ideais da sociedade adorei o filme muitas descobertas Genteee!!!
Como o tempo mudou por aki, chuva desde ontem, choveu a noite inteiiiiira, pensa numa pessoa q ama o barulho da chuva... Ruim para fora. Bom para um fogo agradável. este video zinho e daqui de casa

Eu não sabia que a câmera também gravava  o som.
 Imagem preso

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Desafio



Desafio que recebi da querida amiga http://enkantosdalena.blogspot.com

1- Qual sua música preferida?
Todas as músicas
2- Qual minha sobremesa favorita?
frutas com chantilly

3- O que me tira do sério?



* Condutores...de domingo...ou que andam simplesmente em ritmo de tartaruga... não sou Aírton sena mas também não ando a contar as linhas brancas na estrada...uma a uma...e o que mais chateia...é que quando estamos com um pouco mais de pressa...ou já estamos atrasados...normalmente aparece sempre um destes amigos...
* Aquele pessoal capaz de entrar numa loja...experimentar por exemplo 10 peças de roupa...e depois não levar...nada...mas quando vão experimentar...já não sabem as cores que lhe ficam bem...os tamanhos e modelos que encaixam bem..


* A falta de cavalheirismo ou educação...ver uma mulher com criança ao colo...e não se levantar para imediatamente para dar um lugar sentado.. ou um idoso...com dificuldade em atravessar a rua...não parar numa faixa de pedestre...para dar passagem a alguém mesmo quando se vêm á distância...

* Aquele pessoal que não sabe ter uma conversa ou uma discusão civilizada...sem levantar o tom de voz... que parte para a ofensa...em menos de nada...

Entre outras que por acaso agora não me ocorrem.
..
4- Como fico quando estou chateada? Primeiro falo tudo que vem na cabeça depois me isolo penso e me acalmo depois esqueço





5- Qual meu animal de estimação preferido?
Amo todos os animais...
6- Prefere preto ou branco?

Branco e as vezes preto

7- Qual a atitude cotidiana?

Amo o cheiro de cafe que fica pela casa andar descalça cheiro de terra molhada mensageiro dos ventos dia de frio!
8- Qual o meu maior medo?

não ter feito tudo
9- O que é perfeito?
Deus com suas mãos magicas criando e recriando o equilibrio


10- Qual é a culpa que tem?
ter sido ausente trabalhava demais quando minha filha era pequena.Sete coisas aleatórias sobre mim:
dez coisas que adoro:
1. gosto de receber visitas preparar tudo com carinho para eles

2 preparar comidas mineiras no fogão a lenha e quando esta muito frio prosear em volta dele3 Adoro cuidar da minha casa!
4 ser mãe
5 cultivar e semear flores
6 aprender mais não ter vergonha de ser simples
7 E algo que faltou comentar... Tenho encontrado pessoas incríveis depois do blog!!!!!!!!!!Quem me passou essa brincadeira é uma delas... uma pessoa que não tem medo de dividir o que sabe.
8 Artesanato
9 Ficar isolada em casa (chacara )
10 cheiro de incenso

 O dificíl é repassar a sete amigas,
então vamos lá conhece-las! 
 1http://telhadosazuis.blogspot.com/ Yves
2http://lupietra.blogspot.com/ lu pietra
3 http://antigosmodernos.blogspot.com/ katita
4 http://janeladosoton.blogspot.com/ Yone
5 http://vipontinhosmagicos.blogspot.com/Vivi
6 http://www.tudojuntoeseparado-canelacastela.blogspot.com/Canela
7 http://leninha-sonhoseencantos.blogspot.com/ Leminha. 
 
Abraços!!!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Culpa do destino?






Como é que você se vê? Como uma pessoa de sorte ou como alguém para quem "nada dá certo"? Acha que é daqueles que tiram o máximo das coisas boas da vida? Ou acha que está entre os que têm de carregar um peso maior de tristezas do que seus ombros mereciam?

A "sorte", somos nós que a fazemos, boa ou má, de acordo com o nosso comportamento (pensar, planejar e agir). Shakespeare consegue resumir tudo numa frase de Júlio César, quando diz: "Os homens, em certos momentos, são senhores de seus destinos. O erro, caro Brutus, não está nas estrelas, mas em nós".

Seríamos, sim, senhores de nossos destinos, se aprendêssemos a converter pensamentos em ações, direcionando-as no sentido de dar vida ao potencial criativo que há em nós. Tudo dá certo, sempre que alinhamos pensamento e objetivo: são aqueles momentos em que nos tornamos senhores de nosso destino.

Quem escolheu o caminho fomos nós. Somos nós os responsáveis pelas nossas escolhas, certas ou erradas, que constroem ou destroem um sonho.

Nosso destino não está nas estrelas, mas nas nossas próprias mãos. Podemos não ter o poder de mudar o mundo, mas podemos mudar a nós mesmos.

"O destino não é uma questão de sorte; é uma questão de escolha. Não é algo pelo que se espera, mas algo a alcançar".
(William Jennings Bryan)

"Homens e mulheres são limitados não por seu lugar de nascimento, em pela cor de sua pele, mas pelo tamanho de sua esperança".
(John Johnson) Convido a todos para conhecer o blog da minha querida amiga lena   
 http://cheirodealecrim.blogspot.com/ uma delicia beijos









sábado, 21 de janeiro de 2012

Naõ aprendi dizer adeus..........

Hoje a casa do Mato esta mais triste o pastor das ovelhas não esta mais conosco

               casa dos meus pais em minas
Meus pais viveram 55 anos casados. Uma manha minha mãe descia as escadas para preparar o desjejum para meu pai e sofreu um pequeno desmaio   . Caiu. Meu pai correu até ela, a levantou como pôde e quase se arrastando a levou até a caminhonete. Sem respeitar o transito, dirigiu a toda velocidade até o hospital. Quando chegou, infelizmente o diagnostico foi péssimo câncer ali ela durou muito pouco e acabou falecendo tempos depois.

Durante o enterro, meu pai não falou, ficava olhando para o nada. Quase não chorou. Eu e meus irmãos nos reunimos com ele. Num ambiente de dor e nostalgia recordamos momentos engraçados. Ele pediu ao meu irmão que é teólogo que lhe explicasse, onde mamãe estava naquele momento. Meu irmão falou que naquele momento, minha mãe repousava e que ali ficaria até que Jesus retornasse.

Falou da volta de Jesus e da manhã da Ressurreição quando veremos mamãe novamente. Meu pai ouviu atentamente.

De repente ele pediu - "levem-me ao cemitério".

Mas pai - respondemos - São 11 da noite! Não podemos ir ao cemitério agora!" Aí ele ergueu a voz e com o olhar vidrado disse:

- Por favor, não discutam com um homem que acaba de perder aquela que foi sua esposa por 55 anos".

Houve um momento de respeitoso silencio. Não discutimos mais. Fomos ao cemitério, pedimos permissão ao zelador, com uma lanterna encontramos a lapide. Meu pai a acariciou, chorou e disse anos filhos que o viam comovidos:

-"Foram 55 bons anos... sabem?, Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem idéia do que é compartilhar a vida com uma mulher assim".

Fez uma pausa e enxugou as lágrimas.

-"Ela e eu estivemos juntos naquela crise. Mudei de emprego continuou. Recompramos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos terminarem suas carreiras, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam, oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, nos abraçamos em cada Natal, e perdoamos nossos erros...


- Filhos, agora ela se foi e estou contente, sabem por que?, porque ela se foi antes de mim, não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Serei eu quem vai passar por isso, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim...

Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas . Nós o abraçamos e agora ele nos consolava:


-"Está tudo bem, meus filhos, podemos ir pra casa; este foi um bom dia".

Naquela noite entendi o que é o verdadeiro amor. Muito além do romantismo, sem muito a ver com o erotismo, mas bem se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas...


Obrigado meus amigos e amigas por tomarem esses breves minutos e ler essa mensagem. Espero que seu conteúdo lhes mostre um pouco do melhor da vida.

Por favor compartilhe essa mensagem com seus amigos e assim eles também possam entender algo de valor para suas vidas.

Que Deus te abençoe e te guarde, e te dê a benção de viver o verdadeiro amor e assim continuou sua vida por longo  anos ate que dia 15 de janeiro deus o levou  para junto de mamãe 
Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade.  . Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.



Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la.


Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva um certo tempo para construir confiança e apenas alguns segundos para destruí-la; e que você, em um instante, pode fazer coisas das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e que, de fato, os bons e verdadeiros amigos foram a nossa própria família que nos permitiu conhecer. Aprende que não temos que mudar de amigos: se compreendermos que os amigos mudam (assim como você), perceberá que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou até coisa alguma, tendo, assim mesmo, bons momentos juntos.


Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito cedo, ou muito depressa. Por isso, sempre devemos deixar as pessoas que verdadeiramente amamos com palavras brandas, amorosas, pois cada instante que passa carrega a possibilidade de ser a última vez que as veremos; aprende que as circunstâncias e os ambientes possuem influência sobre nós, mas somente nós somos responsáveis por nós mesmos; começa a compreender que não se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que se pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se deseja tornar, e que o tempo é curto. Aprende que não importa até o ponto onde já chegamos, mas para onde estamos, de fato, indo – mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar servirá.


Aprende que: ou você controla seus atos e temperamento, ou acabará escravo de si mesmo, pois eles acabarão por controlá-lo; e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada ou frágil seja uma situação, sempre existem dois lados a serem considerados, ou analisados.


Aprende que heróis são pessoas que foram suficientemente corajosas para fazer o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências de seus atos. Aprende que paciência requer muita persistência e prática. Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, poderá ser uma das poucas que o ajudará a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você suponha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se elas acreditassem nisso.Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas não te dar o direito de ser cruel.


Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido: simplesmente o mundo não irá parar para que você possa consertá-lo.


Aprende que o tempo não é algo que possa voltar atrás. Portanto, plante você mesmo seu jardim e decore sua alma – ao invés de esperar eternamente que alguém lhe traga flores. E você aprende que, realmente, tudo pode suportar; que realmente é forte e que pode ir muito mais longe – mesmo após ter pensado não ser capaz.


E que realmente a vida tem seu valor, e, você, o seu próprio e inquestionável valor perante a vida.

*Continuo ausente, as postagens foram programadas, portanto me desculpa se eu não te visitar, ok?


segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Sensações ...

feliz 2012 Tchau, estou saindo de férias
Queridos colegas 
Hoje estou saindo para gozar merecidas férias, e para despedir de vocês resolvi escrever estas linhas. É bom pra gente ter um período de descanso depois de um ano inteirinho de trabalho. Mas a verdade é que a convivência com vocês é tão legal que já começo a sentir saudades. 
Todos os amigos aqui   são muito queridos por mim, e a falta do convívio diário vai me deixar um pouco triste. Mas não há de ser nada, um mês passa logo e estarei de volta para o nosso dia-a-dia juntos. 
Desejo bom trabalho a vocês enquanto eu estiver descansando. Estejam certos que todos os dias de minhas férias estarei pensando nos colegas daqui. Tchau meus queridos até a volta se Deus quiser. 

Erica                                                       Sensações, como são difíceis de serem expressas...
Tem coisas que chegam no momento certo em nossas vidas, esse texto foi uma dessas coisas. Espero que seja útil para você também! (Beijo no coração).
Você vive com aquela sensação de que está sempre disponível quando precisam de você, sempre dá atenção, oferece sua ajuda, é bacana, mas... quando é você quem precisa de algo, dificilmente encontra reciprocidade? 
E nos relacionamentos, então? Parece que é sempre você quem tem de ir atrás, procurar, agradar, tentar marcar algo? E fica a impressão de que se você não fizer nada, não ligar, nada vai acontecer?
Em primeiro lugar, é bom esclarecer que não existe um aparelho para medir quem faz mais numa relação. Aliás, a intenção nem deve ser esta, já que não se trata de competição e, sim, de entrega, cumplicidade, vontade! Depois, vale lembrar também que o objetivo não é igualar comportamentos ou maneiras de se envolver. Cada um tem seu jeito e se doa de um modo particular. São essas diferenças que, em geral, muito enriquecem a relação.
Em última instância, não se trata de exigir garantia de retorno ou, como se diz no popular, "só fazer por interesse". No entanto, a questão é: se você vive fazendo, doando e se oferecendo para sustentar a relação, vai chegar uma hora em que essa dinâmica vai pesar. E você vai se sentir cansado, exausto, com a sensação de que está carregando sozinho o que deveria ser carregado a dois. É evidente que há um desequilíbrio aí!
Bom, este deve ser considerado um momento fantástico: aquele em que você se sente incomodado, frustrado e decide que não quer mais! Que assim não dá! É hora de mudar, fazer diferente! E preciso explicar sobre fazer diferente porque, por incrível que pareça, tem gente que deseja obter novos resultados e, ainda assim, continua tendo as mesmas atitudes de antes. Ou seja, ela mesma não muda, mas quer que os acontecimentos mudem!
Isso significa que de nada vai adiantar você ficar cobrando uma postura diferente das pessoas com quem se relaciona, seja no trabalho, com os amigos ou com a pessoa amada. Se você não está satisfeito com os resultados que vem obtendo com essas pessoas, mude você. Seja diferente você!
Até porque, no final das contas, mudar a si mesmo é a única mudança possível. Ninguém muda o outro!
Um ótimo começo é ganhar consciência de seus atos, de suas escolhas e do modo como você se comporta em suas relações. Muito provavelmente, se o outro não se mexe, é porque você se mexe antes, se mexe muito, se mexe rápido demais. Se o outro está acomodado, só no "venha a nós", certamente você está se precipitando e o deixando mal acostumado.
O exercício é o seguinte: a partir de agora, você vai observar seu próprio comportamento e não vai oferecer, fazer ou ajudar ninguém sem que seja solicitado(a). Nada de tentar ser o(a) queridinho(a), o(a) indispensável, o(a) faz-tudo. Fique quietinho(a) e espere ser chamado(a). E, ainda assim, preste atenção! Quando alguém te pedir algo, antes de dizer rapidamente que "sim, claro", questione-se: você quer realmente fazer isso? Pode fazer? Tem tempo? Se houver qualquer dificuldade ou falta de vontade de sua parte, respeite-se... e diga que sente muito, mas que desta vez não vai poder ajudar.
A ideia é aprender a valorizar a si mesmo(a), aprender a respeitar suas vontades e, antes, aprender a reconhecê-las. É ganhar consciência de si e de seu lugar no mundo e nas relações. É perceber o quanto você é bacana e merece ser bem tratado(a), assim como muito bem trata quem você ama.

E lembre-se: quando sua ajuda é fácil demais, simples demais, sempre disponível, a tendência é que pareça ao outro, mesmo não sendo proposital, exatamente assim: fácil, simples e aos montes. Mais ou menos como a lei da oferta e da procura: se tem muito, é barato e, em alguns casos, até desvalorizado; se tem pouco, é caro, é valioso. Eu partiria do princípio de que você, meu caro, tem valor! E você?
 minhas portas sempre exstaram abertas para quem quiser entrar
 sensação de preparar o banho 
  o carinho de se fazer qualquer coisa 
 chocolate quente dias frios 
  o amanhecer em minha janela
  a lida de todos os dias  de plantar e colher o que e´seu !
 as galinhas correndo no quintal
 os bichinhos curiosos fazendo posse pra foto

  a cama arrumada pra dormir
 os fogos de fim de ano
  o sitio da casa do mato visto de longe 

  a cortina nova
 o bolo  de mandioca que acabou de sair do forno
 o pão crescendo 
  preparando mimos 
  o pão já feito  o cheiro hummmmmmmm
  cortado  saindo fumaça
  o cafe  servido com carinho pra você e pra o seus  com mimos feito pelas amigas 
 minha minas que amo tanto 
  o sonho  o brinde de todos os anos 
coisas que amo  sensações que não tem explicação
video
um vídeo dos bichinhos aqui de casa  apenas sentimos to saindo de ferias volto em fevereiro beijo a todos 

folhas


ventos tragam coisas boas e levem as ruins

fundos



....



estrelinha